Transposing barriers: profile of the population accessed

Published: June 16, 2010

Antecedentes: Considerando o perfil da epidemia do HIV/Aids no Brasil e seu  enfrentamento, estudos vem sendo realizados visando obter dados  sobre grupos populacionais mais vulneráveis que possam subsidiar  ações de prevenção e assistência. Embora se registre a produção  de conhecimento sobre HSH, gays, usuários de drogas e  prostitutas, existe ainda uma grande lacuna de informações  científicas nacionais sobre travestis e transexuais que possam  subsidiar o direcionamento de estratégias para prevenção das  DST/HIV.
    
Descrição: Face a tal lacuna existente, bem como a necessidade de melhor  subsidiar projeto de prevenção em rede das DST/HIV,  implementado pela Pact Brasil em parceria com o Departamento  de DST/Aids e UNODC, foi realizado um levantamento de dados  sobre diferentes aspectos desse grupo populacional. Tal  levantamento consistiu na aplicação de questionário com 45  perguntas, abrangendo 663 pessoas de 35 municípios das cinco  regiões brasileiras. Os temas abordados foram discutidos  previamente com lideranças do segmento e incluíram blocos sobre  perfil sociocultural e econômico, conhecimento, atitudes e práticas  frente as DST/HIV, E&D e uso de drogas. 

Lições Aprendidas: O levantamento de dados possibilitou melhor adequar o  desenvolvimento de suas atividades de campo, considerando  maior compreensão do perfil do público. Uma das lições  apreendidas do processo é o entendimento de que os resultados  obtidos fornecem apenas um pálido retrato da vulnerabilidade  social que coloca travestis e transexuais em risco constante para a  infecção do HIV. Ao mesmo tempo, indica mais uma vez que tais  vulnerabilidades só poderão ser amplamente entendidas e  trabalhadas no âmbito da prevenção, se informações sobre perfil  sociocultural e econômico associadas à  violência de gênero forem  produzidas de forma mais consistente.

Próximos Passos: Nova etapa do levantamento de dados será implementada no  segundo ano do projeto, visando ampliar o número de pessoas  abrangidas, bem como aprimorar questões do questionário a partir  da experiência acumulada no processo já realizado para coleta e  análise de dados.

Leave a Reply