The development of intersectoral actions as a strategy for reducing vulnerability to STDs/AIDS among gay men, other men who have sex with men and transvestites: the experience of the State of So Paulo, Brazil

Published: June 16, 2010

Antecedentes: O Programa Estadual DST/Aids-SP implantou o Plano Estadual de Enfrentamento da Epidemia de Aids e controle das DST entre gays, outros homens que fazem sexo com homens e travestis, visando contribuir com a redução das vulnerabilidades deste grupo populacional, através de promoção, prevenção e atenção integral à saúde no período de 2009 a 2012. O Plano é composto de cinco objetivos que se desdobram em metas para viabilizar seu alcance. Um dos objetivos refere-se à promoção de políticas e ações intersetoriais para a redução das vulnerabilidades vivenciadas por esta população.

Descrição: Em 2009 várias ações foram realizadas, a intensificação da articulação entre três instancias governamentais estratégicas: Programa Estadual DST/Aids e a política de Humanização da Secretaria Estadual da Saúde e Coordenação de Políticas para a Diversidade Sexual da Secretaria de Justiça e Defesa da Cidadania foram fundamentais para sua efetivação. Duas oficinas direcionadas a profissionais da saúde, da rede hospitalar do Estado, foram realizadas. A primeira oficina contou com 50 participantes da região metropolitana de São Paulo e a segunda com 60 participantes das demais regiões do estado.

Lições Aprendidas: A carência de informações sobre diversidade sexual e identidade de gênero por parte dos participantes foi observada, e foi possível sensibilizá-los a para a temática. A presença de lésbicas, gays, travestis e transexuais nos encontros falando de suas vivências, foram fundamentais pois aproximou os participantes do cotidiano de discriminação, violência e exclusão a que este grupo está submetido. A proposta de construção do Plano de Ações por parte dos presentes é uma tentativa de garantir o comprometimento institucional.

Próximos Passos: Em 2010 acontecerão reuniões de monitoramento para os dois grupos sensibilizados. Está prevista uma segunda etapa com vistas a uma capacitação efetiva para a ação continuada. Ações envolvendo outras Secretarias de governo, como Trabalho; Cultura e Assistência Social serão realizadas.
 

Leave a Reply