Etiquette

Published: October 12, 2010

A Praça da Bíblia, em Ceilândia, cidade-satélite de Brasília, foi o local cuidadosamente escolhido para a reaparição do presidente Lula ao lado da candidata do PT, Dilma Rousseff, e do vice, Michel Temer (PMDB-SP), em evento de campanha do segundo turno. Antes de discursar, o presidente passeou pelo palanque tentando passar confiança, abraçando os aliados e sorrindo bastante. Dilma repetiu o tom agressivo do último debate, acusando o adversário José Serra (PSDB) de fazer a campanha do ódio. Distante do público desde o primeiro turno, no melhor estilo de animador de comício, o presidente levantou os militantes e conclamou todos a trabalharem pela eleição de Dilma e do candidato do PT ao governo do Distrito Federal, Agnelo Queiroz. Ele voltou a admitir o “salto alto” no primeiro turno. “Não se pode achar que tem eleição ganha antes do tempo. Quando no primeiro turno eu estava indo para o aeroporto, vi que tinha pouco papel vermelho e muito papel azul. Não se pode cantar vitória antes do tempo, se não acontece que nem com Corinthians e Fluminense: acharam que seriam campeões e perderam uma atrás da outra”, disse Lula.

Só cabeças

A presença dos presidentes nacionais do PSDB, Sérgio Guerra, do PPS, Roberto Freire, e do DEM, Rodrigo Maia, foi confirmada para o almoço de amanhã que o governador eleito do Paraná, Beto Richa (PSDB), vai promover em Curitiba para discutir estratégias da campanha do candidato a presidente José Serra (PSDB). Prefeitos e lideranças políticas aliados ao tucano de todo o Estado também devem comparecer. Existe a possibilidade de Serra chegar antes do previsto e participar do encontro. Na agenda de Serra, ele participa de um evento de campanha na sexta-feira, em Londrina.

Indefinida

Embora a assessoria do prefeito de Londrina, Barbosa Neto (PDT), tenha anunciado a vinda do presidente Lula e da candidata Dilma Rousseff (PT) para um comício em Londrina na próxima sexta-feira, o presidente estadual e coordenador regional da campanha de Dilma no Paraná, Ênio Verri (PT), não confirmou a informação. Segundo ele, a coordenação nacional da campanha de Dilma ainda avalia em que cidade do Estado sua vinda poderá ser mais produtiva.

Leave a Reply