Brazilian presidential elections: Catholic Bishops of Rio de Janeiro condemn Human Rights Plan and ask followers to vote for candidates who are against abortion and gay marriage

Published: October 19, 2010

BRASÍLIA – Por meio de nota, a Regional Leste 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que embarca o estado do Rio de Janeiro, pediu aos eleitores que votem em "quem defendeu e defende o valor da vida desde a sua concepção até o seu termino natural com a morte e, ao mesmo tempo, a família com a sua própria constituição natural". São referências ao aborto e ao casamento gay, cuja legalização é repudiada pela Igreja Católica. (Leia também: Em artigo, arcebispo do Rio prega voto em quem ‘respeita a vida’ )

A nota ainda critica o Plano Nacional de Direitos Humanos (PNDH-3), editado no governo Lula e que trouxe temas como a descriminalização do aborto. Segundo o texto, "no PNDH-3, a maneira como são tratados vida, família, educação, liberdade de consciência, de religião e de culto, de propriedade em sua função social e de imprensa, revela uma antropologia reduzida".

Embora a nota seja crítica a pontos considerados como um dos fatores que tiraram votos da presidenciável petista Dilma Rousseff, ela faz a ressalva de que "por sua universalidade a Igreja católica não tem partido ou candidato próprios".

Em nota divulgada em 8 de outubro, a CNBB já havia aconselhado os católicos a levarem em conta critérios éticos, como o "o respeito incondicional à vida, à família, à liberdade religiosa e à dignidade humana" e ressaltado que "é direito – e, mesmo, dever – de cada Bispo, em sua Diocese, orientar seus próprios diocesanos, sobretudo em assuntos que dizem respeito à fé e à moral cristã". Este trecho é destacado pela Regional Leste 1, afirmando ainda que "nós, no Estado do Rio de Janeiro, compartilhamos plenamente também esta orientação".

Leave a Reply