Brazil: Parliamentary commissions discuss ways of reducing violence against LGBT (video)

Published: November 26, 2010

(TV Câmara) Brasília(DF), 24/11/2010 – Comissões discutem o que fazer para deter violência contra LGBT

A violência contra homossexuais, lésbicas, bissexuais e transexuais tem tomado cada vez mais espaço nos noticiários. Muitas das agressões físicas resultam em mortes. Uma pesquisa apresentada em março pelo Grupo Gay da Bahia aponta que, no Brasil, um homossexual é assassinado a cada dois dias. Pesquisas mais recentes com dados assustadores foram apresentadas hoje (24/11) nas comissões de Legislação Participativa e de Direitos Humanos.
Douglas, de 19 anos, por pouco não se tornou uma vítima fatal de homofobia. Duas semanas atrás, ele se divertia num bar no Rio de Janeiro, depois de participar da parada do Orgulho Gay, quando foi abordado de maneira violenta por militares do Exército junto com um grupo de amigos. Após ofensas e agressões, Douglas levou um tiro disparado por um dos militares.
Douglas faz parte de uma realidade que foi debatida nesta quarta-feira na Câmara. Os números não são nada bons: somente neste ano 205 homossexuais foram assassinados em todo o Brasil. O antropólogo Osvaldo Fernandez analisou as notícias sobre crimes homofóbicos e descobriu que, entre 2000 e 2007, a imprensa noticiou 1040 crimes desse tipo. 415 deles com requintes de crueldade. Pouco mais de 10% foram cometidos por amigos ou conhecidos da vítima. E tem mais. O representante do governo federal reconhece que a violência contra os homossexuais preocupa e afirma que é preciso aprovar o projeto que criminaliza a homofobia para que se tenha uma mudança de comportamento.

CRÉDITOS:
1. DOUGLAS IGOR – Estudante
2. OSVALDO FERNANDEZ – Pós-doutor em Antropologia Urbana
3. Reportagem ANA CHALUB
4. ERASTO FORTES MENDONÇA – Sec. Esp. Direitos Humanos da Pres. República
5. DEP. IRAN BARBOSA – PT/SE

Fonte: www.camara.gov.br/tv

Leave a Reply